Menina de 10 anos comete ataque suicida e mata 14 na Nigéria

 Foto: Nigeria Newsdesk / Reprodução / Twitter
Menina de 10 anos cometeu um ataque suicida perto de um mercado em Damaturu, na Nigéria, deixando aos menos 14 mortos e 50 feridos

Foto: Nigeria Newsdesk / Reprodução / Twitter

A menina detonou seus explosivos na entrada do mercado, segundo relatou à Agência Efe uma testemunha do ataque, que conseguiu contar 14 corpos.

“A explosão foi tão forte que sacudiu os edifícios da região”, disse à Efe Asabe Abukabar, que mora perto do mercado e cujo edifício foi afetado pela detonação.

Os corpos e os feridos foram levados ao principal hospital da cidade, ao qual familiares das vítimas se dirigiram para reconhecer os corpos ou saber a gravidade de seus ferimentos.

Nos últimos meses, o grupo terrorista Boko Haram recorreu aos atentados em mercados, locais de culto e estações de ônibus para prosseguir sua campanha de terror no nordeste da Nigéria, onde procura implantar um califado islâmico.

O exército classifica estes locais de “alvos fáceis”, que o grupo ataca para continuar matando após perder terreno perante o avanço dos militares nigerianos e da força multinacional de países vizinhos.

Desde o último dia 29 de maio, quando o novo presidente da Nigéria, Muhammadu Buhari, tomou posse de seu cargo, a milícia fundamentalista matou mais de 500 pessoas.

O estado de Yobe é, junto aos vizinhos Borno e Adamawa, um dos centros de atividade do Boko Haram na Nigéria, que estendeu seus atentados ao Chade e ao Camarões.

 Terra

 

Por R$ 1,5 mil, homens disputam título de menor pênis em NY

O que para muitos homens pode ser um problema, para 10 competidores no Brooklyn, em Nova York , foi motivo de orgulho na noite de sábado (13): ter o pênis pequeno. Isto porque a terceira edição de um concurso elege o menor órgão sexual masculino da cidade e oferece 500 dólares (cerca de R$ 1.500) para o vencedor.

 Foto: Anna Gabriela Ribeiro / Especial para Terra

Foto: Anna Gabriela Ribeiro / Especial para Terra

A competição atraiu centenas de pessoas em um bar de Nova York. Do lado de fora, uma fila formada pela maioria de jovens aguardava a chance de conseguir um ingresso para o evento, que já havia esgotado a venda pela internet. “Esperamos ver micropênis, até pesquisamos na internet antes para nos prepararmos para o que veríamos”, brincou a estudante Brooke Hesson, de 27 anos.

Ainda do lado de fora, um grupo de amigas comentava sobre os tamanhos dos órgãos que iriam ver, mas afirmavam estar no evento pela diversão. “Eu nunca ouvi falar sobre nenhuma competição deste tipo, então deve ser muito engraçado. Eu não sinto pena dos competidores, com certeza eles são muito confiantes de si mesmos e devem ter ótima autoestima”, disse Emelynn Abreu, de 20 anos.

Os competidores, com idades entre 24 e 57 anos, pareciam realmente bem confiantes de si e quase todos afirmaram participar pela diversão. Rip Van Dinkle, por exemplo, viajou de outro estado só para fazer parte da disputa. “Sei que meu pênis é pequeno, ninguém nunca me disse isso porque as mulheres são muito educadas, elas preferem comentar essas coisas com as amigas”, brincou.

Para o competidor Mike Lewis, os homens com pênis pequenos não devem se preocupar. “Nunca me importei muito com tamanho, acho que os caras não devem se preocupar com isso, porque as mulheres admiram outras qualidades como ser carinhoso ou fazer um bom sexo oral”.

Seis jurados, entre comediantes e escritores de Nova Iorque, avaliaram os competidores. Eles afirmam que não só o tamanho pequeno é importante para vencer, como também o carisma e a atitude dos homens. Durante a competição, eles se apresentaram com trajes de banho, roupa formal e, por último, mostraram algum talento, como cantar, contar piadas ou até mesmo fazer um strip-tease.

O vencedor, Taylor Campbell, de 24 anos, disse que seu pênis mede aproximadamente 12 cm. Porém, por se considerar um homem alto, ele acredita que o órgão pareça menor. “Não fiquei tímido, estou acostumado com palco e plateia, pois faço parte de uma banda. Resolvi participar porque uma amiga me incentivou, eu sempre reclamei para ela que tinha o pênis pequeno, hoje ela é minha namorada”, diz Campbell, que ficou em segundo lugar na competição do ano passado.

Terra

Turquia chama seu embaixador no Brasil por genocídio armênio

A Turquia anunciou na segunda-feira à noite ter convocado o seu embaixador no Brasil depois de uma resolução, descrita como “irresponsável” pelo seu ministério das Relações Exteriores, aprovada pelo Senado desse país reconhecendo o genocídio armênio de 1915.

Esta convocação segue as das últimas semanas, pelas mesmas razões, dos embaixadores turcos no Vaticano, na Áustria e em Luxemburgo.

“Condenamos a resolução do Senado brasileiro que distorce os fatos históricos sobre os eventos de 1915”, disse o ministério em um comunicado, acrescentando que seu embaixador Hüseyin Diriöz havia sido “chamado para consultas”.

A moção de solidariedade para com o povo armênio do Senado brasileiro, apresentada pelos senadores do PSDB, foi aprovada na terça-feira, dia 2 de junho, por 55 dos 88 senadores.

O governo da presidente Dilma Rousseff informou nesta terça que “lamenta” a decisão do governo turco de chamar para consultas seu embaixador, assim como os termos empregados no comunicado divulgado pela chancelaria turca após a votação do senado.

O embaixador turco em Brasília foi chamado no palácio do Itamaraty em 1º de junho, um dia antes da votação do Senado, e “recebeu amplas explicações sobre os procedimentos em curso no Senado, sobre o sentido do requerimento do Senado e sobre a tradicional posição do Brasil sobre este assunto, que permanece inalterada”, informou a chancelaria brasileira em um comunicado.

“O Senado Federal agiu dentro de suas prerrogativas constitucionais e em consonância com o princípio de independência dos poderes consagrado na Constituição”, insiste o texto do Itamaraty.

O ministério das Relações Exteriores brasileiro também ressaltou que tinha a expectativa de que as relações bilaterais entre a Turquia e o Brasil, “formalmente definidas como estratégicas, possam voltar em breve à normalidade completa.”

Consulto pela AFP sobre a sua posição, o ministério disse que o governo brasileiro “se solidariza com a tragédia dolorosa dos armênios em 1915”, no contexto da Primeira Guerra Mundial, mas recusou-se a falar de “genocídio”.

A Turquia denuncia sistematicamente as declarações que descrevem como genocídio os massacres de centenas de milhares de armênios pelo Império Otomano durante a Primeira Guerra Mundial, ou o desejo de reconhecê-lo.

Os armênios calculam que 1,5 milhão de pessoas morreram de maneira sistemática entre 1915 e 1917, os últimos anos do Império Otomano.

A Turquia rejeita essa versão e se refere a uma guerra civil em Anatólia, agravada por uma fome, na qual morreram entre 300.000 e 500.000 armênios e outros tantos turcos.

Além da Armênia, muitos historiadores e cerca de vinte países, incluindo França, Itália e Rússia, já empregam a palavra genocídio ao se referir a tais acontecimentos.

Terra

Participante do The Voice é encontrado morto nos EUA

Anthony Riley, participante da oitava edição do reality show The Voice americano, foi encontrado morto no porão de um apartamento no centro de Filadélfia (EUA), na última sexta-feira (5). Segundo amigos, aparentemente o jovem de 28 anos cometeu suicídio. As informações são do The Philadelphia Inquirer.

 Foto: NBC / Reprodução
Anthony Riley foi encontrado morto no porão de um apartamento

Foto: NBC / Reprodução

Talentoso, o artista de rua fez sucesso logo em sua primeira aparição no programa de TV, quando foi aprovado pelos quatro jurados poucos segundos após ter começado a interpretar a música I Feel Good , de James Brown. Na ocasião, ele optou por fazer parte da equipe de Pharrell Williams.Em janeiro deste ano, no entanto, Riley deixou o reality para ir à reabilitação devido ao uso abusivo de substâncias tóxicas.
Ele, que perdeu a mãe quando tinha apenas 19 anos, foi nomeado pela Philly Magazine o melhor artista de rua em 2014.

TERRA

Chinês introduz copo de vidro em ânus por “constipação”

Um Chinês foi parar em dois hospitais diferentes no leste da China depois de introduzir um copo de vidro no reto, e o objeto ficar preso dentro do corpo. O homem alegou que estava tentando aliviar uma constipação. As informações são do Daily Mail.

 Foto: Reprodução
Chinês enfia copo de vidro em ânus para “curar constipação”

Foto: Reprodução

Segundo a publicação, a equipe médica do hospital Wuxi Central conseguiu retirar o copo de 7 centímetros com uma cirurgia de pouco mais de uma hora. Três cirurgiões envolvidos no procedimento usaram braços mecânicos de metal para puxar o copo, que quebrou logo depois de ser retirado.

O chinês, que não foi identificado, afirmou ter procurado um hospital anteriormente, mas que o médico havia falhado na retirada do copo e, ainda por cima, quebrado parte da borda durante a tentativa.

Terra

‘Gritava por socorro e pedia a minha mãe’, diz adolescente torturado pelo ‘EI’

Um vídeo feito com um celular e obtido pela BBC mostra o que seriam militantes do grupo autodenominado “Estado Islâmico” (EI) torturando um menino sírio de 14 anos.

As imagens, registradas por um desertor do grupo jihadista, exibem o adolescente sendo agredido enquanto é suspenso pelos braços.

A ONU acusou o “EI” e outros grupos armados na Síria e no Iraque de torturar e matar crianças.

Elas também vêm sendo recrutadas, treinadas e usadas nos campos de batalha.

Outro adolescente afirmou à BBC como lutou e matou em nome da Frente al-Nusra, braço da al-Qaeda na Síria, quando tinha apenas 15 anos.

Ele relatou que, quando decidiu participar do “EI”, viu crianças de 13 anos sendo recrutadas como soldados.

‘Eletrocutado’

O vídeo de celular mostra Ahmed sendo pendurado com os pés suspensos. Ele estava vendado, e dois homens mascarados, vestidos de preto dos pés à cabeça, andavam em frente a ele. Um segurava uma faca e uma pistola; o outro andava pelo cômodo com um fuzil AK-47.

Os militantes do “EI” começam a agredi-lo.

Ele tinha apenas 14 anos quando o grupo extremista o capturou e o torturou.

Hoje a salvo na vizinha Turquia, Ahmed relembrou à BBC o pesadelo pelo qual passou.

“Pensava nos meus pais. Pensava na minha mãe”, disse ele. “Pensava que ia morrer e abandonar meus pais, meus irmãos, meus amigos, meus parentes. Achava que ia morrer”.

“Eles começaram a me açoitar, me eletrocutar para que eu confessasse. Disse a eles tudo o que sabia”.

Pesadelos

A agressão aconteceu na cidade de Raqqa, no norte da Síria, atualmente controlada pelo “EI”, onde Ahmed vendia pão para sobreviver.

Dois homens que ele conhecia lhe pediram para deixar uma mala perto de um ponto de encontro do grupo extremista. Ahmed havia sido enganado para plantar uma bomba.

Sua idade pouco importou para os torturadores. O abuso durou dois dias.

“Quando eles me eletrocutaram, gritava por socorro e chamava pela minha mãe”, disse ele. “Mas ao fazer isso, (um dos torturadores) aumentava ainda mais a voltagem. ‘Não fale da sua mãe aqui’, ele me dizia”.

“Eles fingiam ser religiosos, mas são infiéis. Eles fumavam. Fingiam estar seguindo as regras do islã, mas não estavam. Eles agridem e matam pessoas.”

Da prisão, Ahmed foi condenado à morte. Mas seu carrasco teve pena dele e lhe permitiu escapar.

“É raro que eu consiga dormir”, explicou ele. “Quando eu cheguei à Turquia, tinha pesadelos todo o tempo. Recebi tratamento psicológico. Toda vez que eu fechava os olhos, tinha pesadelos e ficava acordado a noite inteira.”

A reportagem da BBC encontrou-se com o homem que filmou a agressão contra Ahmed. Ele foi expulso do “EI” e diz estar arrependido do que fez.

O vídeo foi gravado para servir de propaganda para o grupo, contou ele.

Não se sabe o destino dos dois outros homens que aparecem no vídeo sendo torturados ao mesmo tempo que Ahmed.

“Me arrependo a todo o momento”, diz o homem. “Quando me juntei ao ‘EI’, não estava muito convencido, mas tive de fazê-lo. Embora não tenha sido extremamente agressivo com as pessoas, espero que elas possam me perdoar algum dia”.

Recrutamento

Dentro do autoproclamado califado, o “EI” proibiu a educação secular e criou escolas de preparação militar nas quais crianças são treinadas para a guerra.

Um vídeo de propaganda do grupo extremista mostra crianças, algumas delas pré-adolescentes, pegando em armas e aprendendo a atirar.

Nas imagens, elas aparecem em decapitações e também participando de assassinatos em larga escala.

Khaled (nome fictício) tem 17 anos, mas há dois lutava e matava em nome do braço da al-Qaeda na Síria, a Frente al-Nusra.

Posteriormente, decidiu se juntar ao “EI”. Khaled diz que participar do confronto era um rito de passagem para se tornar um homem de verdade.

O jovem afirma que as crianças eram o principal alvo do grupo.

“Combatentes adultos do ‘Estado Islâmico’ eram uma minoria. Minha ‘classe’ estava repleta de meninos de 15 e 16 anos”, disse ele. “Havia até combatentes mais novos, entre 13 e 14 anos. Estes estavam mais ansiosos para lutar em nome da jihad”.

Khaled reage quando os jovens combatentes são classificados como “crianças”.

“Que Deus te perdoe, não são crianças”, disse ele à reportagem da BBC. “Os que carregam um rifle, sete cartuchos e seis granadas são homens. Eles são homens muçulmanos. Há uma diferença entre ser do sexo masculino e ser um homem. Muitas pessoas são apenas do sexo masculino e não são homens. Os que pegam em armas e lutam supostamente em nome de Deus e pela honra das mulheres muçulmanas são homens.”

Terra

Mundo:Opositores venezuelanos presos fazem greve de fome

 Os ex-prefeitos opositores venezuelanos Leopoldo López e Daniel Ceballos, que estão detidos, iniciaram no sábado uma greve de fome com várias demandas ao governo do presidente Nicolás Maduro, anunciou López em um vídeo clandestino gravado em sua cela e divulgado no YouTube.
 Foto: Twitter
Governo venezuelano transfere ex-prefeito preso, gerando protestos da oposição

Foto: Twitter

“Daniel Ceballos e eu tomamos a decisão de iniciar uma greve de fome com uma petição muito concreta: a libertação dos presos políticos; o fim da perseguição, da repressão e da censura; que sejam fixadas definitivamente as datas para as eleições parlamentares e que contem com a observação eleitoral da OEA e da União Europeia”, afirma López.

No vídeo clandestino, de quase quatro minutos de duração, López fala em uma cela estreita da prisão militar de Ramo Verde (onde está detido desde fevereiro de 2014).

O líder opositor afirma na mensagem que um ano e três meses depois das primeiras manifestações do movimento “La Salida” – que exigia a renúncia de Maduro -, “a situação é pior que no ano passado: mais filas, mais inflação, mais escassez, mais insegurança, mais corrupção e, inclusive, até denúncias de narcotráfico ao mais alto nível do governo”.

Além da greve de fome, Leopoldo López faz uma convocação a seus seguidores para uma “manifestação contundente, maciça, pacífica, sem nenhum tipo de violência no próximo sábado”, para promover uma mudança na situação do país.

O vídeo de López foi divulgado no sábado , mesmo dia em que Ceballos foi transferido – sem aviso prévio – durante a madrugada a uma penitenciária para réus comuns em Guárico (centro) e em que Leopoldo López recebeu uma medida disciplinar por ter sido encontrado com um telefone celular, o terceiro em quatro meses, violando as normas de reclusão, anunciou a Defensoria Pública.

De acordo com a imprensa ligada ao governo, as autoridades venezuelanas descobriram um suposto plano de fuga dos dois detentos, o que que motivou a transferência súbita.

López e Ceballos foram enviados para a prisão militar de Ramo Verde acusados de conspiração durante os protestos da oposição entre fevereiro e maio de 2014, que terminaram com 43 mortos e centenas feridos.

A transferência
O governo venezuelano transferiu durante a madrugada deste sábado o ex-prefeito opositor Daniel Ceballos, preso desde 2014, a uma prisão para processados judiciais em Guárico (centro), informou a Defensoria Pública.

“Daniel Ceballos está isolado em um novo local de detenção conhecido como Centro para Processados 26 de Julho (Guárico)”, afirmou o titular da Defensoria, Tarek William Saab, em sua conta do Twitter.

O funcionário disse que se constatou que Ceballos tem bom estado de saúde e que ele poderá receber visitas no no novo local, “assegurando-se seus direitos humanos”.

 Foto: Youtube / Reprodução
Leopoldo López divulgou vídeo no seu canal do Youtube, pela prisão, chamando população para protestos

Foto: Youtube / Reprodução

A transferência de Ceballos provocou protestos da coalizão opositora venezuelana Mesa da Unidade (MUD), que entregou un documento ao Núncio Apostólico denunciando que “a vida de Daniel Ceballos foi colocada em uma situação de risco extremo pelo governo nacional”. A oposição garante que o político foi levado “de forma violenta à Penitenciária Geral da Venezuela em San Juan de los Morros, estado Guárico, lugar onde sua vida corre um risco gravíssimo”.

Saab, contudo, negou que Ceballos esteja na Penitenciária Geral da Venezuela.

A subsecretária de Estado dos Estados Unidos, Roberta Jacobson, disse em sua conta do Twitter que está “preocupada” pela transferência de Ceballos “a uma prisão distante, sem aviso”, acrescentando que os direitos humanos na Venezuela “devem ser respeitados” e que o país caribenho “deveria liberar seus presos políticos”.

Ceballos estava na prisão militar de Ramo Verde, nas proximidades de Caracas, desde março de 2014, acusado de conspiração, em meio aos protestos opositores ocorridos em várias cidades da Venezuela entre fevereiro e maio, e que deixaram 43 mortos e centenas de feridos.

No época em que foi preso, Ceballos era o prefeito de San Cristóbal, cidade do estado de Táchira, na fronteira com a Colômbia e onde começaram as manifestações em fevereiro de 2014.

Terra

Berlusconi abre conta no Instagram e posa ao lado de seu cão

O primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, de 78 anos, inaugurou sua primeira conta no Instagram.

Em apenas um dia, Berlusconi já publicou mais de 60 fotos, tanto de compromissos públicos quanto de momentos particulares com sua namorada, Francesca Pascale, e com seu cão, Dudu. O ex-premier contabiliza 11 mil seguidores no perfil @silvioberlusconi2015.

 Foto: Instagram / Reprodução
Silvio Berlusconi já postou mais de 60 fotos em seu primeiro dia no Instagram

Foto: Instagram / Reprodução

Réu em uma série de processos judiciais e com um mandato de senador cassado, confessou na segunda-feira (18) se sentir “fora da política”.

“Como estou fora da política, sou apenas mais um com um grande senso de responsabilidade nos assuntos relacionados ao meu país”, disse ao participar de uma campanha eleitoral de Pierluigi Gilli, candidato a prefeito de Saronno.

Em março, o ex-premier concluiu 10 meses e meio de serviços sociais em um asilo em Milão como cumprimento de uma pena por fraude fiscal na compra e venda de direitos televisivos, no processo que ficou conhecido como “Mediaset”.

Terra

Indonésia executa brasileiro e mais 7 por tráfico de drogas

O Paranaense Rodrigo Muxfeldt Gularte e outros sete condenados por tráfico de drogas foram executados na Indonésia na tarde desta terça-feira horário de Brasília (início de quarta, no horário local).

 Foto: Twitter
Além de Gularte, foram executados dois cidadãos da Austrália, três da Nigéria, um de Gana e um indonésio nesta terça

Foto: Twitter

As execuções por fuzilamento foram realizadas na prisão de Nusakambangan, a 400km de Jacarta, disse à BBC Brasil o advogado de Gularte, Rick Guanwan. A filipina Mary Jane Fiesta Veloso foi poupada, disse ele.

Gularte, de 42 anos, havia sido preso em 2004 ao tentar entrar na Indonésia com 6 kg de cocaína em pranchas de surfe, e condenado à morte em 2005. A família tentava convencer autoridades a rever sua pena após ele ter sido diagnosticado com esquizofrenia.

 Foto: Daily Mail / Reprodução
O pelotão responsável pelo fuzilamento de acusados de tráficos chegam à ilha na Indonésia

Foto: Daily Mail / Reprodução

Ele foi o segundo brasileiro a ser executado na Indonésia – em janeiro, o carioca Marco Archer Cardoso Moreira foi fuzilado após ser condenado por tráfico de drogas.

Terra