Mulher invade link com protesto no “Jornal Hoje”; Evaristo elogia repórter

Mulher invade link com protesto no Fotos: Reprodução/ TV Globo
A repórter Gioconda Brasil precisou se virar nos 30 para manter a postura enquanto passava informações para o estúdio do “Jornal Hoje” nesta terça-feira (18).
Durante a reportagem, uma mulher apareceu protestando com um cartaz exibindo a frase “Não houve acordo. PLC 28 já”. Apesar do incômodo, Gioconda seguiu firme na transmissão de informações ao vivo.
“Muito concentrada, parabéns, entendemos tudo”, agradeceu Evaristo Costa ao final da reportagem.
A PEC 28 trata do projeto de lei 28/2015, que regulamenta a revisão dos vencimentos dos funcionários do judiciário federal, além da recomposição das perdas salariais.
Assista ao vídeo clicando aqui! 
Natelinha

Após lançar candidatura à prefeitura de SP, Datena sofre ataques na web

Após lançar candidatura à prefeitura de SP, Datena sofre ataques na webDivulgação

A eleição para a prefeitura de São Paulo em 2016 se tornou um verdadeiro reality show disputado entre apresentadores da TV aberta.

José Luiz Datena, Celso Russomanno e João Dória Jr. já lançaram pré-candidaturas ao cargo. Porém, o apresentador da Band passa por uma fase de aceitação do público, por já ter dito que não entraria na política por ter “nojo” do meio.

A entrada do âncora do “Brasil Urgente” na disputa pelo Partido Progressista (PP) causou indignação das pessoas e movimentou as redes sociais desde a semana passada.

Datena sofreu ataques de internautas, que o cobraram por suas antigas falas. “Datena é muito hipócrita, diz que odeia política e vai entrar nela”, disse um internauta no Facebook. “Babaca idiota, Datena é um falsário. Não me surpreendendo com isso. Metido à herói, mas é farinha do mesmo saco”, afirmou outro.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o apresentador da Band disse que sua candidatura causou muito alvoroço antes da hora. “Surpreso com a repercussão? Mais assustei a concorrência do que fiquei assustado. Não quero ser visto como mais um oportunista”, disse.

Datena apresenta o “Brasil Urgente” desde 2002 e sempre foi a maior audiência da Band. É nesta popularidade que ele aposta para vencer as eleições. Além dele, Russomanno (PRB) e João Dória Jr, André Matarazzo (PSDB) e Fernando Haddad (PT) também são pré-candidatos à prefeitura de São Paulo.

natelinha

Silvio Santos se encontra com Edir Macedo no Templo de Salomão

Silvio Santos se encontra com Edir Macedo no Templo de SalomãoFoto: Reprodução/ Instagram
Na manhã desta segunda-feira (27), Silvio Santos e Iris Abravanel foram ao Templo de Salomão, no Brás, em São Paulo.
O casal teve a companhia da filha Renata Abravanel e se encontraram com Edir Macedo e sua esposa, Ester Bezerra. A visita já havia sido prometida por Silvio na época de inauguração do prédio da Igreja Universal do Reino de Deus, em julho do ano passado.
A presença do empresário no Templo será tema de uma reportagem especial para o “Domingo Espetacular”.
Em uma selfie, Cristiane Cardoso, filha de Edir, comemorou o encontro: “Como é bom conhecer pessoas com os mesmos valores! Foi um prazer conhecer a família Silvio Santos”.
A matéria será exibida no próximo domingo (02) no “Domingo Espetacular”.
Natelinha

Comentarista do Fox Sports esclarece polêmica sobre Twitter após críticas

Comentarista do Fox Sports esclarece polêmica sobre Twitter após críticasDivulgação

Um dos mais polêmicos jornalistas do Fox Sports, Fábio Sormani está sendo novamente alvo de diversas críticas nas redes sociais, principalmente pelo Twitter.

Na última terça-feira (16), Sormani falou ao vivo no “Fox Sports Rádio” que não tem perfil no microblog. Porém, a forma como disse deixou muitos telespectadores confusos, entendendo que o seu antigo perfil, o @FRSormani, seria um fake.

Por causa disso, muitos seguidores e leitores do NaTelinha, que entraram em contato com nossa reportagem, disseram que Sormani estaria mentindo sobre o caso.

Após uma pesquisa na internet, foram encontrados perfis oficiais da Fox divulgando seus programas e destacando a conta do comentarista. Veja:

Além disso, no fim de 2012, quando finalizava seus trabalhos num blog da internet, o jornalista se despediu do espaço divulgando a conta @FRSormani e dizendo que encontraria os leitores por lá. Veja a foto:

Mas o perfil foi excluído há cerca de um mês.

Recentemente, Sormani causou polêmica ao dizer no Fox Sports que o Corinthians jogaria fácil a UEFA Champions League e que ganharia vários campeonatos europeus. Com o time saindo da competição, um vídeo foi feito relembrando as declarações do jornalista e isso acabou viralizando na internet.

A fala de que iria processar o fake repercutiu muito mal nas redes sociais. “Esse cara só fala asneira”, disse um internauta. “Sormani vai processar ele mesmo, é isso?”, perguntou outro. “Ainda não entendo como a Fox deixa o Sormani no ar, prejudica só a qualidade do canal”, comentou mais um.

Procurado através da assessoria de imprensa do Fox Sports, Fábio Sormani esclareceu o caso. Disse que a conta @FRSormani era realmente dele, mas excluiu devido às críticas que sofria.

Sormani se referia no “Fox Sports Rádio” ao perfil @FRSormanii, com dois “i” no final. Este sim, um fake que tem lhe causado muitos problemas. Ele garantiu mais uma vez que não tem Twitter, não quer ter e que está sendo prejudicado pelo fake.

O jornalista pretendia denunciar a conta e processar a pessoa por trás dela, mas a mesma também foi excluída nos últimos dias.

natelinha

Cadela que teve focinho amarrado por dono se recupera bem

O Ultimo mês, as fotos de Caitlyn chocaram as redes sociais. A cadela de um ano teve o focinho deformado após o antigo dono amarrá-lo bem forte com uma fita adesiva por mais de 36 horas, o que fez com que ela ficasse em estado grave e precisasse passar por uma cirurgia de reconstrução na Sociedade Animal de Charleston, na Carolina do Sul, Estados Unidos.

A boa notícia é que ela está tendo uma “recuperação incrível” e suas feridas estão cicatrizando muito bem, segundo os funcionários da organização informaram no Facebook.

 Foto: CharlestonAnimalSociety/Facebook / Reprodução

Foto: CharlestonAnimalSociety/Facebook / Reprodução

Na época, Lucy Fuller, diretora sênior de cuidados veterinários na Sociedade Animal de Charleston, disse que Caitlyn chegou ao local com muita dor e em condição crítica. “A fita estava tão apertada que cortou o fluxo sanguíneo em seu focinho”, contou. Com isso, talvez fosse necessário remover parte de sua língua cirurgicamente, além do risco de morte com a grande quantidade de tecido morto, de acordo com o Daily Mail.

William Leonard Dodson, o ex-dono, foi preso e acusado de crueldade animal por enrolar fita adesiva em Caitlyn quando ela não parava de latir.

Terra

Equipe da Globo News é surpreendida por assalto no Rio de Janeiro

Equipe da Globo News é surpreendida por assalto no Rio de Janeiro; vejaReprodução

Nesta quarta-feira (10), uma equipe da Globo News foi surpreendida pela violência que assola o Rio de Janeiro.

Durante uma reportagem sobre o problema do sistema público do estado do Rio, a repórter Carolina Cimenti entrevistava uma senhora quando ambas foram surpreendidas pelo som de um tiro. “Isso é tiro! Assalto? Assalto?”, gritou a entrevistada. “O que é isso, gente?”, rebateu a jornalista, que se assustou com o barulho.

De acordo com a própria emissora, o tiro acertou Silva Mira Santos, que foi encaminhada ao hospital e tem seu quadro de saúde estável. O disparo foi feito por dois bandidos que assaltaram um pedestre próximo ao metrô Botafogo.

“A gente estava mostrando outra matéria, outro foco, e fomos mostrar outra coisa. Saímos de um problema de saúde, para o problema de segurança”, disse a repórter.

Veja o momento do susto, a partir do minuto 3:24:

Natelinha

Monalisa Perrone leva bronca de telespectador e pede desculpas no “Hora Um”

Monalisa Perrone leva bronca de telespectador e pede desculpas no Foto: Reprodução/ TV Globo
Na manhã desta quarta-feira (10), Monalisa Perrone abusou da descontração no “Hora Um“, daGlobo.
A apresentadora falou abertamente sobre uma mensagem recebida por um telespectador que lhe de uma bronca por “atropelar” Izabella Camargo durante as apresentações da previsão do tempo.
Monalisa começou o pedido de desculpa afirmando que recebeu um recado enviado de forma “linda e maravilhosa”. “Mas ele disse que às vezes eu falo ‘em cima de você'”, declarou. E justificou em seguida: “É porque é uma conversa, não é?”. “Vamos explicar para eles? É só um tricô, uma conversa para não perdermos a interação”, completou.
A apresentadora pediu desculpas para Izabella, que reagiu de forma positiva e alegou não se importar com os papos durante o quadro. “Perdoem-me, viu? Não é minha intenção passar por cima da voz da Izabella, viu?”, encerrou Monalisa Perrone.
Assista:
Natelinha

Promoter suspeito de agredir três cumpre prisão temporária

Há dois dias, a vida de glamour do promoter José Phillipe Ribeiro de Castro, 28 anos, mudou radicalmente. Ele saiu direto das festas das altas rodas cariocas para o Complexo Penitenciário de Gericinó, mais conhecido como Bangu, na Zona Norte do Rio. Suspeito de ferir três pessoas durante uma festa, uma delas com gravidade, o promoter continua preso em uma das maiores casas de detenções do Estado. Ele cumpre prisão temporária, com validade de cinco dias.

 Foto: Arquivo pessoal

Durante toda a terça-feira, os advogados tentam agilizar os documentos para transferir o detento de Bangu 10 – o local de entrada de todos os presos da detenção – para Bangu 8. É nessa cadeia que ficam os que têm diploma de curso superior. Até as 15h, a informação da Secretaria de Administração Penitenciária do Estado (SEAP) era de que os documentos comprobatórios de diploma universitário ainda não haviam sido apresentados pelos advogados de José Phillipe. Assim que o forem, a transferência é providenciada.

A história do rapaz, morador da Gávea, na zona sul carioca, é dividida entre polêmicas e passagens pela polícia e as baladas consideradas as melhores da noite carioca. Ele tem oito anotações na polícia, incluindo outros casos de agressão e uma citação pela Lei Maria da Penha.

Na sua página do Facebook, desativada por volta das 17h de segunda-feira, em meio à grande repercussão causada por sua prisão, o promoter podia ser visto sempre em fotos nas festas mais cobiçadas da noite carioca.

Dois dias antes das supostas agressões, ele promovia um evento na rede social, que aconteceria na Lagoa, bairro na zona sul do Rio, na noite de sexta-feira (5). Na sua timeline, ele chamava: “localização impecável, no luxuoso complexo do Lagoon, acessível a todos que transitam pela zona sul”. Em outro trecho da propaganda da festa, brincava, para atrair público: “Todos os camarotes vendidos com a exceção de um, que guardamos especialmente pra você, mas corre enquanto eh tempo”.

Já em sua página no Linkedin, José Phillipe anuncia seu currículo: “Eu me formei em 2009 a partir de uma das mais tradicionais e melhores escolas de negócios do Brasil, IBMEC (Instituto Brasileiro de Mercado e Capitais). Eu me formei em economia e finanças”, comenta no seu perfil. Depois discorre sobre algumas experiências no mercado financeiro, inclusive como “trainee da Ernst & Young”. No mesmo perfil, diz que visitou mais de 30 países diferentes em apenas 90 dias.

Até os advogados de José Phillipe Ribeiro de Castro – que vão tentar a liberdade condicional do cliente – são incensados. Ele é atendido pelo escritório Bergher e Matos, de Ary Bergher e Rapahel Matos. A dupla já foi responsável por defender nomes como o jogador Adriano, o cantor Belo e o empresário Thor Batista, filho de Eike Batista.

A agressão

O promoter foi preso na manhã de domingo, em casa, e levado para a 14ª Delegacia de Políica (DP) do Leblon, onde prestou depoimento. Segundo as investigações, ele chegou em casa por volta das 7h do mesmo dia e viu que estava acontecendo uma festa no local, promovida pelo irmão. Contrariado, pediu para que os convidados se retirassem. Não sendo atendido, iniciou uma briga com alguns dos presentes, utilizando, provavelmente, um saca-rolhas.

No embate, ficaram feridas três pessoas: Gabriel Silva, que perdeu parte da orelha, sua noiva Ana Carolina Romeiro, e Lourenço Brenha. Segundo testemunhas, Ana Carolina foi atingida no tórax ao tentar apartar a briga. Os advogados e o promoter alegam que ele apenas se defendeu das agressões que também teria sofrido.

Terra

Brasil é “exemplo da causa gay”, diz enviado dos EUA

O Brasil tem vários exemplos positivos e inspiradores na garantia de direitos da população de Lésbicas, Gays, Bisexuais, Transexuais e Indefinidos (LGBTI). Esta é a opinião do enviado especial do Departamento de Estado dos Estados Unidos para os Direitos Humanos das Pessoas LGBTI, Randy Berry. Ele conversou com ativistas e autoridades brasileiras sobre o tema.

 Foto: Vilmar Bannach / Futura Press
Feministas criticaram a ausência de um trio elétrico de lésbicas na Parada Gay

                                                                                              Foto: Vilmar Bannach / Futura Press

Após dois dias em São Paulo e um em Brasília, Berry foi ao Rio nesta terça-feira (9), onde se reuniu com líderes comunitários da Cidade de Deus, zona oeste do Rio pela manhã. “Fiquei muito bem impressionado com o alto nível do trabalho que estão desenvolvendo lá. Voltei muito inspirado com o que vi”, comentou.

Berry também elogiou serviços prestados por entidades em São Paulo na área de educação e oportunidades de emprego a membros da comunidade que sofreram violência e discriminação.

Na parte da tarde, antes de conversar com autoridades locais e ativistas, ele hasteou a bandeira do arco-íris, símbolo da causa LGBTI, ao lado da bandeira americana. Segundo, Berry, os governos americano e brasileiro têm preocupações e interesses similaridades.

“Estive em Brasília ontem com representantes do Ministério das Relações Exteriores e percebi nas conversas que, nesse tema, Brasil e Estados Unidos estão muito próximos”, opinou ele.

Terra

LGBTs cobram Alckmin sobre agressão à travesti Verônica

Na Abertura da 19ª Parada Gay de São Paulo foi marcada por cobranças públicas de militantes da causa LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) ao governador do

 Foto: Renato S. Cerqueira / Futura Press
Protesto em favor da travesti Verônica, durante a abertura da 19ª Parada do Orgulho LGBT

Foto: Renato S. Cerqueira / Futura Press

Em entrevista coletiva concedida à imprensa antes do início do evento – que já reúne uma multidão neste domingo na Avenida Paulista –, Alckmin foi questionado por um jornalista a respeito da conduta da polícia durante a prisão da travesti Verônica Bolina, em abril. Na ocasião, fotos da travesti no 2º DP (Bom Retiro) com o rosto desfigurado, as mãos amarradas e os seios descobertos circularam nas redes sociais.

“Foi feita uma sindicância pela Corregedoria da Polícia Civil, por determinação da Secretaria de Segurança Pública. Foi aberto um inquérito e toda a apuração está sendo acompanhada pela presidente do Conselho LGBT e pela representante da Secretaria da Justiça”, disse Alckmin.

A resposta do governador provocou reação dos militantes que acompanhavam a coletiva, que iniciaram um bate-boca. Na época da prisão de Verônica, a Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado divulgou o áudio de um depoimento no qual a travesti afirmava que não havia sido torturada. O depoimento foi colhido e divulgado pela coordenadora Heloísa Alves, mas a Defensoria Pública chegou a apontar a voz de alguém ditando o texto para Verônica – o áudio chegou a ser exposto pelo jornalista que questionou Alckmin na coletiva.

“Em relação ao áudio, vamos solicitar ao Instituto de Criminalística que o analise para eventualmente verificar se houve algum tipo de coação de qualquer pessoa em relação a isso”, completou o secretário da Segurança Pública do Estado, Alexandre Moraes, também presente na coletiva.

“Nós não admitimos nenhum abuso por parte da polícia. Se houve abuso, será apurado”, continuou Moraes, que foi vaiado.

Os militantes ainda cobraram esclarecimentos sobre a conduta de Heloísa Alves e, diante do silêncio do governador, coube ao secretário da Justiça, Aloisio de Toledo César, também presente na mesa, responder que “é mentira” que a coordenadora tenha ditado palavras para Verônica.

Menos dinheiro
Embora tenha sido muito aplaudido e chamado de “prefeito gato”, Haddad não escapou das cobranças. O diretor da Associação da Parada do Orgulho GLBT (APOGLBT), Nelson Matias, criticou o corte de verbas da Parada deste ano e disse que faltou diálogo com a Prefeitura de São Paulo. O evento deste ano recebeu R$ 1,3 milhão, contra R$ 2 milhões do ano passado.

“Tentamos insistentemente neste ano conversar com o prefeito, foi uma relação difícil, estressante. Nós queremos diálogo, não queremos confronto”, disse Matias.

Haddad, então, respondeu que vai marcar uma reunião com a APOGLBT já na próxima semana, para tratar da Parada Gay de 2016, mas afirmou que a prefeitura recebeu os organizadores do evento em 13 ocasiões só neste ano. Sobre o corte de verbas, Haddad disse que a prefeitura cortou o camarote, “caro e pouco usado”, e que o custo da Feira LGBT acabou ficando a cargo do governo do Estado.

“Foi cortado o camarote: pagar R$ 400 mil num camarote que ninguém entrava? A gente cortou, era muito dinheiro. Demos outra destinação para esse recurso. E o governo do Estado assumiu os custos da feirinha, que eram de outros R$ 400 mil”, disse Haddad. De acordo como prefeito, os R$ 700 mil que a prefeitura deixou de gastar foram usados em outros programas para a comunidade LGBT, como o Transcidadania, que custou R$ 1,5 milhão.

TERRA